Rio de Janeiro

Visitando o AquaRio, maior aquário marinho da América do Sul

Você tem ideia do quanto são 4,5 milhões de litros de água salgada? Eu não conseguia nem imaginar, mas descobri que é o equivalente a duas piscinas olímpicas (que, confesso, também não sei mensurar muito bem, haha). Mas a questão aqui é que essa água toda faz do AquaRio (é com trocadilho mesmo: leia “Aqua-Rio”) o maior aquário marinho da América do Sul.

Visitei recentemente o espaço, inaugurado em novembro de 2016 no Porto do Rio de Janeiro, e vou ser textualmente rebelde começando esse post pelas minhas conclusões:

a) procure uma época tranquila pra ir lá: ao menos nesse período inicial, se você for em finais de semana, feriados ou férias, em vez de se sentir no fundo do mar é capaz de achar que tá é no inferno pela quantidade de gente;

b) a estrutura é legal e bem organizada, tem uma boa variedade de espécies e as crianças pareciam curtir o passeio;

c) apesar de achar triste ver bichinhos presos, existe uma função educativa, e como nem sempre dá pra estar into the wild, acho que ao menos é bom sair da nossa bolha da vida urbana e lembrar que existe um mundão aí que depende da gente;

d) se você já visitou outros grandes aquários mundo afora talvez não ache essas coisas todas. Ainda que seja o maior do continente, o AquaRio é pequeno se comparado com aquários gigantescos como o Chimelong Ocean Kingdom, na China, com 49 milhões de litros; o Georgia Aquarium, nos EUA, com quase 40 milhões; ou o que fica em Valência, na Espanha, e tem 42 milhões de litros d’água. Mesmo em comparação com o Oceanário de Lisboa, que tem tamanho semelhante ao do Rio em volume d’água, achei que a versão nacional sai perdendo um pouco em interessância;

e) é ótimo que brasileiros tenham a oportunidade de ver de perto tantos animais legais e ter essa “aula de ciências” divertida, mas infelizmente o programa é pouco acessível pra maioria: atualmente, o preço cheio é de R$ 80. Ao menos eles têm uma parceria com a prefeitura do Rio, e alunos e professores das escolas públicas municipais entram de graça mediante agendamento.

aquario1

Ok, agora que tirei minhas opiniões do caminho, vamos ao que importa: a visita. O prédio, que antigamente abrigava o Frigorífico do Rio de Janeiro, é bem grande: são cinco andares com 26 mil m², mas o visitante não percorre todos eles.

O primeiro impacto é logo ao entrar no lobby, que tem pé direito alto e uma ossada de baleia Jubarte (com 13 metros de comprimento e 37 toneladas) pendurada do teto. Parece até de mentira, mas os ossos pertenciam a uma baleinha (baleiona, no caso) real, que encalhou na Praia da Macumba, no Rio, em 2014.

Pra começar o passeio propriamente dito você sobe um elevador até o terceiro andar, passa pela catraca e aí começa o circuito: são 28 tanques, que abrigam cerca de 3 mil animais de 350 espécies. Tem animais perigosos como moreias, raias elétricas, peixes-leão e águas vivas e outros mais inofensivos, tipo a galera de Procurando Nemo (obviamente, um dos tanques mais concorridos), lagostas, cavalos-marinhos e um monte de peixes de diferentes regiões do mundo: Caribe, Oceano Índico, Pacífico… Os corredores são bem escuros, o que cria uma atmosfera interessante.

aquario8

aquario4

aquario3

aquario10v2

aquario9

Uma das atrações mais diferentes é um globo de acrílico transparente por onde circulam vários cardumes: é possível passar por baixo dele, abaixadinho, e sentir como se estivessem nadando ao seu redor. Imagino que seja bem legal, mas tava uma confusão tão grande de gente querendo entrar nessa parte que não tive coragem de me emburacar.

aquario5

Junto a cada tanque você encontra informações sobre os bichinhos expostos ali, e monitores também ficam disponíveis pra tirar dúvidas.

O ponto alto da visita fica no final: o Tanque Oceânico, que é visto primeiro  de cima e depois de baixo. Na primeira parte, você pode se sentar numa arquibancada e ficar ~de boas~ admirando os passeios de tubarões de diferentes espécies, muitas arraias, garoupas e outros peixes.

aquario14v2

aquario13v2

aquario12v2

Seguindo em frente, você chega até um túnel de acrílico que passa por baixo do tal tanque e oferece a oportunidade de ver os animais passando do seu ladinho ou por cima de você, tranquilamente. Como não amar essas arraias “sorridentes”? <3

aquario16v2

aquario2v2

E quando eu achei que o passeio já tinha acabado, cheguei aos “tanques de toque”, onde ficam arraias, estrelas-do-mar e ouriços. Esse nome é porque teoricamente é possível tocar em alguns do animais, mas quando estive por lá o espaço tava fechado. Descobri que em finais de semana e feriados, dias de maior movimento, a atração é interrompida pra evitar que os animais se estressem. Ainda bem <3

Pra terminar, tem uma área de exposições temporárias, com uma coleção de pranchas que achei sem graça e uma série de conchas interessantes de vários lugares do mundo.

aquario18

aquario17

E então, como é de praxe, você passa por uma lojinha de souvenires, mas pelo menos essa é bonita, projetada em formato de baleia e cheia de produtos fofos (por preços absurdos).

Fiz o passeio em uns 40 minutos porque tava meio agoniada com a lotação, mas pra ver as coisas com mais calma você pode separar um pouco mais de uma hora.

Outras atividades tão previstas pra começar no final do primeiro semestre de 2017: uma visita aos bastidores, pra quem quiser conhecer o funcionamento do aquário; o “dormindo no aquário”, em que crianças a partir de 6 anos vão poder passar a noite dentro do túnel oceânico acompanhadas de um responsável (alguém me empresta uma criança pra eu ir fazer isso pelamordedeus); e até um mergulho no tanque oceânico, pra nadar com os tubas e outros bichos. Legal, né? Vai ser tudo pago à parte, é claro.

Serviço

Os ingressos do AquaRio têm sido bem disputados, então aconselha-se comprar pela internet, no site oficial. Eles são vendidos com hora marcada pra entrar, mas você pode ficar lá dentro até o fechamento do espaço, que hoje funciona das 10h às 18h, com a última entrada às 17h.

Atualmente, o ingresso individual tá R$ 80, ou R$ 60 pra moradores e pessoas nascidas no Estado do Rio de Janeiro. Crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, estudantes de 18 a 24 anos, pessoas acima de 65 anos e portadores de necessidades especiais pagam R$ 40 e crianças com menos de 3 anos têm entrada gratuita.

É bem fácil chegar no AquaRio usando VLT: embarque na linha 1 no sentido Rodoviária/Praia Formosa e salte na estação Utopia AquaRio. Outra opção é usar o Metrô: salte na estação Uruguaiana, caminhe pela Avenida Rio Branco até a Praça Mauá e siga pela Orla Conde até o AquaRio.

O Janelas Abertas foi ao Rio de Janeiro a convite do Belga Hotel, que promoveu uma press trip para que blogueiros conhecessem o hotel e seus arredores. Todas as opiniões manifestadas aqui são pessoais e não sofreram interferência do hotel, nem da administração dos pontos turísticos visitados. O Janelas Abertas preza pela transparência e sempre sinaliza eventuais parcerias e patrocínios.

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. Gabi

    Adorei o post! Estou indo para o rio em junho e as dicas são preciosas para organizar o roteiro. Amei :) Beijos

    • Oi, Gabi! Que bom que você gostou :D Fica ligada no insta do blog (@janelasabertas) porque vou passar o mês de maio no Rio e dar muitas dicas nesse período ;) Um abraço!

Deixe o seu comentário