Holanda

10 bares e cafeterias incríveis em Amsterdam

Holanda | 14/09/17 | 2 comentários

Um viva à minha mania de voltar pra cidades que já conheço! :P Assim, além de ver tudo com outros olhos, acabo descobrindo novos lugarzinhos gostosos pra curtir num ritmo menos turístico. Na minha visita mais recente a Amsterdam foi assim, e graças às indicações de gente que mora por lá, conheci um monte de bares e cafés legais. Todos com vibes diferentes, mas algo em comum: me deixaram cheia de vontade de morar lá e frequentá-los sempre. Separei meus 10 preferidos pra mostrar pra vocês:

Blue Amsterdam pra curtir a vista

Se não fosse a recomendação de um amigo eu jamais teria reparado no Blue Amsterdam, restaurante que fica pertinho de lugares bem turísticos como o Mercado de Flores, mas “se esconde” no topo de um shopping. Pra quem tá procurando o lugar, no entanto, não tem muito mistério: coloque a localização no Google Maps, entre no shopping, procure o elevador e siga as placas pra o restaurante.

O menu tem boas opções de comidinhas pra brunch, almoço, lanche ou jantar, mas eu tava sem fome e tomei só um café. Não sei se a comida é boa, mas as avaliações em sites como Yelp são positivas. Mesmo se não for lá essas coisas todas, o ambiente clean e a vista lindona compensam.

Ah, e falando em vista, achei massa que tem um binóculo disponível em cada mesa, além de indicações sobre o que você tá vendo nas paredes de vidro que rodeiam o espaço. Não deixe de subir pra dar uma olhada no primeiro andar, que atualmente só é usado pra eventos, mas fica aberto pra quem quer dar uma espiada (e tirar umas fotos, claro).

blue-amsterdam2

blue-amsterdam1

blue-amsterdam4

Endereço: Winkelcentrum Kalvertoren,, Singel 457, 1012 WP
Mais informações no site oficial do Blue Amsterdam

Foodhallen pra morrer de indecisão

Nos cinco dias que passei em Amsterdam fui no Foodhallen não uma, não duas, mas três vezes. Na primeira, a quantidade de opções me deixou tão atarantada que não soube escolher e acabei tomando só uma cerveja e curtindo a vibe desse galpão moderninho que fica cheio de gente ao cair da noite. Voltei nas duas noites seguintes e aproveitei pra comer em alguns dos vários estandes com comidinhas de várias partes do mundo.

Tem comida mexicana, vietnamita, espanhola, árabe, cachorro quente, hambúrguer, frozen yogurt e mais uma boa variedade de opções gcomilônicas, tudo com uma cara ótima. Recomendo muito o sanduíche de pulled pork de um stand chamado The Rough Kitchen – foi um dos melhores sandubas que comi nos últimos tempos e custou 6,50 euros.

O lugar parece ser muito mais frequentado por locais do que turistas, e logo ao lado tem um cinema com alguns filmes mais alternativos em cartaz (tava passando Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky :D). Num dos dias em que fui lá também tava rolando música ao vivo (inclusive um sambinha delícia!).

A única parte ruim é que pode ser um pouco difícil achar lugar pra sentar, mas eu sempre consegui um banco livre no bar que fica no meio do espaço, onde tomei minhas cervejinhas. A propósito, uma Heineken pequena (330 ml) saía por 2,75 euros e uma cerveja belga por 4 euros.

foodhallen2

foodhallen1

 

Endereço: Bellamyplein 51, 1053 AT
Mais informações no site oficial do Foodhallen.

Vai pra Europa? Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório pra entrar lá! 
Clique aqui e saiba como contratar o seu com desconto.

Westerpark pra aproveitar o domingo

O Westerpark pareceu pra mim tão ou mais interessante quanto o parque mais famoso da cidade, o Vondelpark. Além das áreas verdes delícia, lagos e coisa e tal, lá você encontra alguns cafés e bares muito legais como a Brouwerij Troost Westergas, uma cervejaria com decoração meio industrial e mesinhas agradáveis do lado de fora. Outro lugar delícia é o Café Sage, com um ambiente interno bem aconchegante e pufes no jardim pra você se esparramar se der tanta sorte quanto eu com o clima. <3

No primeiro domingo do mês o parque fica ainda mais interessante, porque rola o Sunday Market das 12h às 18h com vários food trucks oferecendo desde poffertjes (mini panquecas holandesas que eu amo) a kebabs, drinks, linguiças e hambúrgueres. Também tem várias barraquinhas com acessórios e joias maravilhosos, roupas de designers alternatxivos e outras tentações. Tive a sorte de pegar esse evento, mas mesmo se não for seu caso acho esse um ótimo programa pra um domingo à tarde (ou qualquer dia da semana, já que você tá de férias, né? \o/).

westerpark3

westerpark2

westerpark4

Endereço: Haarlemmerweg 4, 1014
Mais informações no site oficial do Sunday Market.

Winkel 43 pra comer a melhor torta de maçã

Uma das “comidas típicas” de Amsterdam é a torta de maçã (appeltaart ou appelgebak). Segundo quase todas as fontes que achei na internet, a melhor da cidade é a do Winkel 43, que fica no charmoso bairro Jordaan. O lugar é pequenino e quase sempre tá cheio de turistas e moradores, por isso o atendimento pode ser um pouco lento. Vá sem pressa e com fome: a fatia de torta é bem generosa.

Você pode pedir com ou sem chantilly e atualmente ela custa uns 4,50 euros. O cardápio também inclui sanduíches, cafés e outras opções, mas confesso que todo meu ser tava concentrado na bendita torta. Dica: dá facilmente pra encaixar um passeio pelo Jordaan antes ou depois da visita à casa de Anne Frank, por exemplo.

winkel1

winkel2

Endereço: Noordermarkt, 43
Mais informações no site oficial do Winkel 43

T’Smalle pra curtir a beira do canal

Se depois da torta de maçã você estiver a fim de tomar uns drinks, vinho ou cervejinha, uma dica é dar uma passada no ‘T Smalle, pub recomendado pelo Ducs Amsterdam. Esse bar, que existe desde 1780, fica em frente ao canal Prinsengracht e é uma boa pedida tanto em dias frios, pra se abrigar no seu interior aconchegante, quanto nos (mais raros) dias de sol, se você conseguir uma disputada mesa no deck à beira do canal.

t-smalle

Endereço: Egelantiersgracht, 12
Mais informações no site oficial do ‘T Smalle

Brouwerij ‘t IJ pelas cervejas e o moinho

Acho que essa é a dica mais batida dessa lista e eu já tinha ido lá na minha primeira visita, mas não podia deixar de incluir nesse post, porque o lugar é mesmo massa. A Brouwerij ‘t IJ é uma cervejaria artesanal com um toque especial (sorry pela rima): fica junto de um dos únicos moinhos de vento ainda existentes em Amsterdam.

O lugar tem mesas internas e externas, mas é preciso fazer seu pedido no balcão e procurar um espacinho pra sentar – sempre que fui lá tava bem cheio, mas normalmente dá pra encontrar um lugar pra dividir mesa com alguém ou, em último caso, sentar no chão mesmo. :P

Eles têm sete tipos de cerveja sempre disponíveis (tripel, dubbel, witbier, IPA, amber, barley wine e blond), com percentuais alcoólicos que vão de 4,7% a 9%, além de variedades sazonais, com preços que variam de 2,90 a 3,80 euros. Se não quiser ficar bêbado é bom ir de barriga cheia, mas eles também oferecem alguns petiscos tipo queijo, salsicha, ovo cozido e amendoins (de 80 centavos a 7,50 euros).

Quem curte mesmo uma breja também pode se interessar pelo tour pela cervejaria, que acontece de sexta a domingo às 15h30 (em inglês) e 16h (em holandês) com duração de 20 minutos. Os ingressos custam 5,50 euros por pessoa e incluem uma cerveja grátis. Não dá pra reservar e eles recomendam chegar cedo pra garantir sua vaga, porque só cabem 20 pessoas por tour. Infelizmente eu não cheguei a tempo, mas fica a desculpa pra voltar. ;)

brouwerij1

brouwerij4

brouwerij3

Endereço: Funenkade 7, 1018 AL
Mais informações no site oficial da Brouwerij ‘t IJ

Amsterdam Roest pra ir à “praia”

Se depois da Brouwerij ‘t IJ você quiser continuar curtindo a tarde/noite e tiver tempo sobrando na cidade, vale a pena se afastar um pouco mais da região turística e ir até o Amsterdam Roest, um antigo prédio transformado em café/bar e espaço criativo. Um dos pontos altos do espaço é uma “praia urbana”, com areia e bancos à beira do rio. O Roest também abriga eventos como exibições de filmes, peças de teatro, mercados e festinhas com DJs.

roest2

Endereço: Jacob Bontiusplaats 1018 LL
Mais informações no site oficial do Amsterdam Roest.

Pllek pra descobrir o lado Norte da cidade

Eu nem sabia que existia a “Amsterdam Noord” na minha primeira visita à cidade e tive uma agradável surpresa ao descobrir que tem vários bares incríveis nesse bairro, que pode ser acessado facilmente com uma balsa (ferry) gratuita que sai dos fundos da Centraal Station. É uma área bem diferente do “outro lado” de Amsterdam, com uma carinha meio industrial, mas também tem bastante área verde e um monte de coisas interessantes pra se fazer por lá – dê uma olhada nesse link pra ter algumas ideias.

As balsas com direção à NDSM Wharf saem a cada 15 ou 30 minutos, dependendo do dia e horário (aproveite pra consultar na parada os horários de volta, pra se programar e não ter que ficar esperando). São só uns 15 minutinhos até o outro lado, e chegando lá basta andar uns 5 minutos pra direita pra ver de longe os contêineres coloridos com a placa do Pllek, um dos bares mais legais dessa região.

Eles têm vários cardápios diferentes pra café da manhã, almoço, lanche e jantar, além de bebidas e sobremesas. Achei uma vibe massa pra ir a qualquer hora do dia, sozinho, em casal ou com uma galera. Vi muita gente trabalhando nas mesas do canto com laptops, mas também tinha sofás de couro superconfortáveis, mesas de piquenique e uma “praia” de pedrinhas com lugares pra sentar. E achei fofo que eles trazem garrafas d’água, velinhas e flores naturais pras mesas. :)

Vi uns sanduíches com cara boa e tinha algumas opções vegetarianas também, mas fiquei só na cervejinha. A propósito, a Jupiler sai por 2,80 euros, enquanto a Leffe e três outras “de barril” custavam 3,80 e algumas de garrafa chegavam a 5 euros.

pllek1

pllek7

pllek2pllek5

 

pllek4

pllek3

 

Endereço: Tt. Neveritaweg 59, 1033 WB
Mais informações no site oficial do Pllek

Noorderlicht pra se sentir num jardim

Saindo do Pllek eu fui conhecer o Café de Ceuvel, mas no caminho passei por outro bar muito delícia, o Noorderlicht. Com girassóis na entrada, uma estrutura que parece uma estufa, um quintal cheio de mesas de piquenique e um palquinho onde costuma ter música ao vivo, o bar pareceu massa e quase fiquei por ali mesmo. Acabei não parando porque tava com o horário apertado (ia embora de Amsterdam nesse dia), mas recomendo aqui só pela vibe. ;)

noorderlicht1

noorderlicht3

noorderlicht2

Endereço: NDSM-Plein 102, 1033 WB
Mais informações no site oficial do Noorderlicht

Café de Ceuvel pra pensar sobre sustentabilidade

Depois de usar meu autocontrole pra não sentar no Noorderlicht e ficar lá pra sempre, cheguei por fim no Café de Ceuvel. Quase desisti no meio do caminho, porque ele fica um pouco distante de onde chega a balsa – são uns 30 minutos a pé, mas de bike é rapidinho. Chegando lá, percebi que tinha valido muito a pena, porque o ambiente é bem maravilhoso.

Do lado de fora tem mesas, bancos que na verdade são metades de barcos e até um balanço! Como não amar? Dentro você encontra poltronas confortáveis, uma rede e mesas de frente pra janelinhas com vista pra o canal, numa vibe superinspiradora pra trabalhar, escrever, desenhar ou jogar conversa fora.

Pra completar, o lugar se baseia numa filosofia de sustentabilidade e comércio justo. Pelo que entendi, ele funciona como coworking e foi criado como um experimento pra limpar o porto, que costumava ser poluído. Eles usam energia limpa e reutilizam a maior parte dos dejetos produzidos por lá pra compostagem e coisas do tipo.

Tomei uma cerveja da Brouwerij ‘t IJ e fiquei com o coração na mão por ir embora, desejando que todas as cidades tenham lugarzinhos assim, tão cheios de aconchego e inspiração. <3

de-ceuvel1

de-ceuvel5

de-ceuvel3

de-ceuvel2

de-ceuvel4

Endereço: Korte Papaverweg 4, 1032 KB
Mais informações no site oficial do Café de Ceuvel

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. Como se precisasse de mais motivos pra visitar Amsterdam… haha muito bom ter essa lista de puro charme. Vários lugares que eu quero conhecer já!

    • Hahaha pois é, a cidade já é maravilhosa por si só, né? Mas sempre pode melhorar :D Um abraço!

Deixe o seu comentário