Rio de Janeiro

Rio: rolê pelas praias da Zona Oeste e trilha até a Praia do Perigoso

Pense em “praia” e “Rio de Janeiro”. Pensou? Aposto que a imagem mental que você formou envolve o padrão do calçadão de Copacabana ou a silhueta do Morro Dois Irmãos, né? É claro que a Zona Sul é merecidamente icônica, mas a maior faixa do litoral da cidade fica na Zona Oeste e também merece sua atenção: essa parte da capital fluminense é cheia de praias com uma vibe mais selvagem e desconhecidas de muitos turistas e até cariocas.

A região da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e adjacências só começou a ser mais habitada lá pelos anos 80 e 90, então você ainda encontra por ali muitas áreas de reserva ambiental e cantinhos tão deslumbrantes que é difícil acreditar que não saiu da cidade da beleza e do caos. Vale a pena reservar pelo menos um dia pra curtir esse outro Rio de Janeiro. ;)

praias-zona-oeste20v2

O ideal pra se locomover por ali é alugar um carro e seguir pela Avenida do Pepê e Avenida Lúcio Costa, à beira-mar, vendo qual dos pontos faz mais seu estilo. Infelizmente, o transporte público por essas bandas não é tão bom quanto em outras partes da cidade, mas tem a ajudinha mais recente do BRT e um surf bus que percorre algumas praias.

Se você estiver hospedado no Centro ou Zona Sul e quiser pegar um táxi ou similar até a Zona Oeste, pode se preparar pra gastar pelo menos uns R$ 50, então se estiver acompanhadx o aluguel de um carro compensa. Mas fique ligado: em finais de semana e feriados é preciso chegar bem cedinho nas praias (às vezes antes das 8h) pra conseguir uma vaga nos estacionamentos.

Confira as melhores opções de hospedagem na Barra da Tijuca

Outra opção é contratar um passeio com uma agência como a Rio EcoEsporte: eles oferecem, entre outros vários passeios, um rolê de carro pelas principais praias. Em maio desse ano, eu passei duas noites hospedada no Mercure Barra da Tijuca, e além de conhecer outras atrações da Zona Oeste contei com a ajuda dos guias da Rio EcoEsporte pra essa parte praiana. Vamos a ela?

praias-zona-oeste1v2

Os principais destaques do litoral são a Praia da Joatinga (onde a faixa de areia é estreitinha e some na maré alta), a Praia do Pepê (uma das mais badaladas), a Praia da Barra da Tijuca (a mais longa de todas), a Praia da Reserva, a do Recreio e a do Pontal.

Tem também a da Macumba (onde infelizmente um pedaço do calçadão desmoronou recentemente), a do Secreto (que na verdade é uma piscina natural, só acessível na maré baixa), a Prainha (queridinha dos surfistas, ela tem estrutura com banheiros e chuveiros), a Abricó (de nudismo) e a Praia de Grumari (onde o badalo é no Quiosque do Alemão).

A maioria tem areia branquinha e fofa, águas claras, vegetação de restinga e carinha de praia paradisíaca. Em alguns trechos não tem calçadão e os ônibus não podem ir porque são áreas de proteção ambiental, e em muitos a galera costuma chegar bem cedinho pra praticar esportes tipo windsurf, surf, bodyboard e vôlei. Também deve ser mara pedalar pela orla; vi umas estações das bikes do Itaú por lá. Olha aqui o mapa pra visualizar melhor:

Depois vêm as chamadas “praias selvagens”: Meio, Funda, Inferno e Perigoso. Pra chegar nelas é preciso ir até a Barra de Guaratiba e fazer uma trilha moderada. Não recomendo ir só se você não conhecer a região, mas não é preciso um super preparo físico.

praias-zona-oeste2v2

O percurso começa com uma escadaria já testando seu fôlego, mas compensando com umas vistas nada fracas como essas aí embaixo. Esse trecho é de praia urbana e fica cheio de gente nos finais de semana (a galera desce em massa dos ônibus), mas também tem uma vibe de cidade pequena, com barquinhos de pescadores e casas simples ao redor.

praias-zona-oeste6v2

praias-zona-oeste5v2

A partir do início da trilha, levei cerca de 40 minutos pra chegar na Pedra da Tartaruga, que fica no alto de um morro dentro do Parque Estadual da Pedra Branca (uma das maiores florestas urbanas do mundo). Com boa vontade, dá pra ver o formato de tartaruga na tal da pedra. :P

praias-zona-oeste8v2

praias-zona-oeste9v2

Algumas partes do caminho são um pouco íngremes e a subida na pedra é meio escorregadia, mas vale o esforço. <3 De lá de cima dá pra ver as praias selvagens, várias das “pedras” famosas do Rio e um azulzão que parece não ter fim, além de fazer rapel.

praias-zona-oeste11v2

praias-zona-oeste10v2

Ao descer bastam uns minutinhos pra chegar na Praia do Perigoso, que é uma delícia! A faixa de areia é pequena, mas quando fui lá não tinha quase ninguém e conseguimos um lugarzinho pra curtir a paisagem sob a sombra de umas árvores, sentados em cima das pedras.

praias-zona-oeste12v2

praias-zona-oeste14v2

praias-zona-oeste13v2

praias-zona-oeste15v2

Não se esqueça de levar bastante água, algo pra comer e um saquinho pra guardar lixo, porque não tem estrutura por lá (no máximo um vendedor de água, cerveja e refri, em dias mais movimentados). Também vale caprichar no protetor solar e passar repelente.

Pra chegar nas praias seguintes é preciso fazer mais trilha; o esforço é maior, mas as chances de ter o lugar só pra você são proporcionais. ;) Ah, e além de algumas placas tem também umas marcações de pegadas amarelas ou pretas, mostrando que esse percurso faz parte da Trilha Transcarioca.

Na volta, se estiver de carro, vale a pena parar no Clubinho SUP Marambaia, um bar com música, comidinhas, aluguel de SUP e caiaque, ou no restaurante Tropicana – ambos com vistas lindonas.

Nessa região você encontra também outros restaurantes de frutos do mar com boa reputação, além de gente vendendo ostras e caranguejos na beira da estrada. Fora outras lindezinhas pelo caminho, que em alguns trechos dá pinta de cidade de interior. :)

praias-zona-oeste18v2

praias-zona-oeste3v2

praias-zona-oeste4v2

praias-zona-oeste17v2

Recomendo demais os serviços do pessoal da Rio EcoEsporte; além de muito simpáticos, os guias que me acompanharam sabem muito sobre o Rio e foram mega atenciosos, prestando atenção pra ver se eu não tava tropeçando em nenhuma pedra e tals, hahah. #desastrada

A agência oferece passeios turísticos tradicionais e também opções diferentes tipo Casa do Pontal e Sítio Burle Marx, na Barra, além de vários outros tours de aventura por lugares deslumbrantes como Floresta da Tijuca, Morro Dois Irmãos, Pedra Bonita, Pedra da Gávea, Pedra do Telégrafo, Mirante do Caeté e Cachoeiras de Vargem Grande. Pra mais informações acesse o site ou o Instagram deles. ;)

O Janelas Abertas conheceu as praias da Zona Oeste e fez a trilha pra Praia do Perigoso e Pedra da Tartaruga a convite da Rio EcoEsporte. Todas as opiniões manifestadas aqui são pessoais e não sofreram interferência da empresa. O Janelas Abertas preza pela transparência e sempre sinaliza eventuais parcerias e patrocínios.

Contrate seu seguro viagem com desconto na Mondial Assistance
Pesquise e reserve hotéis com os melhores preços no Booking
Alugue um carro nas melhores locadoras com a Rentcars e pague em até 12x
Procure a casa de câmbio com a melhor cotação da sua cidade 

Quando você usa esses links, o blog ganha uma pequena comissão pra se manter vivo e você não paga nada a mais por isso. <3 Saiba mais sobre as políticas de monetização do Janelas Abertas clicando aqui.

Pra conferir muito mais conteúdo sobre viagens todos os dias, siga o Janelas Abertas no Facebook, no Instagram e no Youtube. Espero você lá! :)

Posts Relacionados

0 Comentários

Deixe o seu comentário